O ISBN

Dia desses, o Sidney (SGuerra Design) criador da capa do 10 Obeliscos, mandou mensagem perguntando se eu já tinha o ISBN (International Standard Book Number).

Respondi que ainda não tinha, mas que providenciaria para breve.

A minha ideia era a seguinte: publicar 10 Obeliscos no formato impresso em um prestador de serviços (gráfica) e publicar o e-book pela Amazon (Kindle) e também paperback (impresso) naquela plataforma. Então seriam 3 publicações.

Como eu sabia que a Amazon gera o ISBN automaticamente quando da publicação (e dá opção caso já se tenha o número), combinei com o Sidney: iniciarei a publicação na Amazon e, assim que for gerado o ISBN, envio o número para ele concluir a capa.

Experiente que é, o capista discordou, lembrando que somente o código ISIN é gerado por lá. Para concluir: a Amazon gera ISIN para e-book e o ISBN para o paperback.

Daí fiquei batendo cabeça. Vou ter de publicar na Amazon sem capa para ter o ISBN, fornecer o ISBN para o capista, receber dele a capa pronta e inseri-la na Amazon.
Foi quando me dei conta de uma informação bem bacana dada pelo próprio Sidney com a Laura Bacellar no canal Escreva Seu Livro, do YouTube. É possível vender livros já impressos pela Amazon, em vez de usar o serviço on demand daquela plataforma, que é um tanto caro, justamente por ser on demand, além da confecção ser nos EUA.

Questão resolvida! Contatei a bibliotecária da UNIBAVE, em Orleans-SC, e contratei o ISBN junto com a ficha catalográfica. O serviço deve ser entregue em 2 dias.

Publicado por Morrisson

Escritor e bancário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: